Pluritime – Contabilidade e Gestão

Segunda - Sexta
9h00 - 12h30 | 14h00 - 18h00

Rua Central, nº 29
2495-183 Leiria

A empresa pode exigir ou tornar obrigatória a vacinação de funcionários?

Apesar de, em Portugal, quase toda a população elegível para ser vacinada já o ter sido, ainda há algumas pessoas que se recusam ou não podem receber a vacina contra a covid-19.

As empresas não podem obrigar os seus trabalhadores a serem vacinados, nem sequer, perguntar-lhes se já o foram. Também não é permitida a criação de regras que discriminem quem não esteja vacinado.

A minha entidade patronal pode obrigar-me a revelar se estou vacinado?

Não. A Constituição da República Portuguesa defende a reserva da intimidade da vida privada (artigo 26.º) e a proteção dos dados pessoais (artigo 35.º), salvo casos excecionais previstos na lei. Também segundo o Código do Trabalho (artigos 17.º e 19.º), o empregador não pode exigir do trabalhador (ou candidato a trabalhador) informações relativas à sua saúde, nem a apresentação de testes médicos, exceto se a natureza da atividade profissional o justificar. Nesse caso, deve ser apresentada por escrito ao trabalhador a respetiva fundamentação. Portanto, em regra, o empregador não pode indagar se o trabalhador se encontra vacinado ou não. O desrespeito destas regras constitui contraordenação muito grave.

Quais os benefícios de todos os trabalhadores estarem vacinados contra a covid-19?

Todas as vacinas contra a covid-19 aprovadas são seguras e eficazes. A vacinação contra a covid-19 permite proteger o trabalhador da doença e das suas complicações, reduzindo consideravelmente o risco de sintomas graves da covid-19. A imunidade obtida ajuda-o a combater o vírus se for exposto. Ser vacinado pode também proteger as pessoas à sua volta, porque, se estiver protegido de ser infetado e de contrair doenças, é menos provável que infete os outros. Pessoas com vacinação completa apresentam menor carga viral e potencialmente menor transmissibilidade do que os indivíduos não vacinados.

Uma vez que pode haver quem não esteja vacinado, cabe ao empregador proporcionar aos trabalhadores as devidas condições para que possam desenvolver a atividade em segurança e de forma a preservar a sua saúde. Entre as medidas a implementar estão as necessárias para garantir a higiene e o distanciamento social (espaçamento entre os postos de trabalho ou lugares em reuniões, alternância de pausas para descanso, utilização de equipamento de proteção individual adequado, nas situações em que o distanciamento físico não seja possível devido à natureza da atividade, arejamento dos espaços, etc.) e a rotatividade de horários, recomendada pelo Governo.

Fonte: Deco Proteste

pt Português
X